Produtos que (não) duram: chaleiras

Tenho um problema sério no meu apartamento – mais exatamente, na cozinha. O encanamento da pia é antigo, e a água que sai das torneiras é muito ferruginosa, daquela que sai numa cor alaranjada quando não tratada/filtrada. Isso acaba sendo prejudicial para alguns utensílios, principalmente os de aço inox, que não aguentam o tranco da ferrugem e acabam ficando manchados ou, até mesmo, com algumas partes corroídas.

Em um ano, tive que comprar duas chaleiras de aço inox por conta desse problema. A primeira já estava destruída com pouco mais de um mês de uso. Creditei isso à água e ao fato de ela ter sido relativamente barata, feita na China e, a meu ver, de baixa qualidade.

A segunda chaleira foi um pouco mais cara, é de uma marca super respeitável (tenho um conjunto de panelas e vários outros utensílios dessa marca na minha cozinha) e parecia ser a candidata perfeita a suportar o tranco que é estar em contato com água ferruginosa. Pois bem, ela não aguentou e também pereceu depois de pouco tempo (por volta de dois meses).

No fim dessa brincadeira, gastei quase 300 reais com as duas chaleiras e tive o mesmo resultado em ambos os casos. Poderia ter gastado esse valor com uma chaleira que suportaria as agressões da água do meu apê, mas me enganei por dois motivos: desconhecimento da dimensão dos danos que a água ferruginosa pode causar e crença de que o produto de uma marca normalmente excelente iria durar apesar desse problema.

Tudo isso só serviu para reforçar minha opinião sobre escolhas. Onde eu decido colocar o meu dinheiro, em que, como. O custo de uma compra, o benefício que vou auferir dela e a durabilidade do objeto comprado, e como tudo isso entra no cenário mais amplo das minhas decisões de consumo.

Escolher com calma e sabedoria e, principalmente, de maneira informada, é a chave para decisões acertadas. As duas chaleiras provam esses pontos: a primeira foi comprada na pressa e ainda na ignorância sobre o tipo de água do meu apartamento (eu e meu namorado tínhamos acabado de nos mudar para cá). A segunda foi escolhida por ser de uma boa marca, mas mostrou que o erro foi insistir no mesmo material (aço inox) esperando um resultado diferente para o mesmo problema.

Eu tenho certeza de que existe alguma chaleira por aí que seria o par perfeito para a minha cozinha, mas, depois de tanto prejuízo, confesso que não estou pronta para a despesa que isso vai gerar. Já andei pesquisando alternativas de cerâmica e ferro fundido, mas elas custam caro, e não é minha prioridade, neste momento, comprar outra chaleira.

Enquanto isso, vou me virando com a minha leiteira de cerâmica, amiga e companheira de todas as horas, que não me deixa na mão.

chaleiras_02
Não reparem, mas o meu fogão já foi mais limpo do que na foto.
Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s